Blog

Vale a pena terceirizar a produção de crachás da sua empresa?

 

Boa parte das empresas e instituições de ensino sabe da importância de contar com um sistema de identificação para o controle de acessos. O uso de crachás faz parte da segurança e do dia a dia dessas organizações, por isso, muitas optam por adquirir impressoras especializadas em sua confecção, pensando em se tratar da opção mais prática e econômica.

No entanto, ao avaliar o custo benefício da produção própria, muitas empresas e instituições de ensino consideram apenas o custo da impressora, deixando de avaliar a necessidade de um funcionário específico para realizar essa tarefa, além de outros custos como insumos e manutenção.

Com o objetivo de auxiliar gestores e administradores na hora de decidir sobre terceirizar ou produzir crachás para a sua empresa ou instituição de ensino, a Rápido Card fez um levantamento sobre os custos da produção própria.

Produção de crachás: gasto ou investimento?

Na hora de avaliar se vale realmente a pena produzir ou terceirizar a produção de crachás da sua empresa é preciso ter em mente todos os custos que envolvem a produção. Despesas com insumos, manutenção, mão de obra para a confecção e até a amortização dos valores investidos na impressora devem ser levados em conta.

Para avaliar com precisão o custo benefício da produção própria, a Rápido Card considerou o custo médio de uma impressora (R$ 5.000,00/amortizado em 1 ano) e o custo da mão de obra (R$ 1.100,00/mês). Ainda, avaliamos o custo de uma produção de 150 unidades por mês e 300 unidades por mês.

Crachás frente e verso

Para a produção de 150 unidades por mês, o custo de insumos por unidade sai no valor de R$ 3,22 enquanto o gasto estimado para manutenção é de R$ 0,30. As despensas envolvendo manutenção, mão de obra e perdas somam R$ 10,91 totalizando um custo final por unidade de R$ 14,42. Para 300 unidades o custo de produção chega a R$ 9,37.

Para a produção de película frente e verso, o custo sai por R$ 16,25 por unidade considerando 150 unidades. No caso de 300 unidades, esse custo sai por R$ 11,19.

Embora os valores pareçam, em um primeiro momento, pouco significativos, avaliando todos os custos que envolvem a produção, a mão de obra acaba sendo o gasto mais expressivo e o fator que mais encarece a produção própria. Por esta razão, a terceirização pode ser mais interessante, considerando um número pequeno de crachás.

Troca de crachás e qualidade

Além do custo, um fator que deve ser levado em conta é a qualidade. Empresas especializadas como a Rápido Card contam com tecnologias especiais, que garantem mais durabilidade mesmo com o uso progressivo dos cartões.

Por fim, com relação à reposição, muitas empresas têm em mente que a terceirização impede que a troca, quando necessária, seja rápida e eficiente. Porém, com um produto de boa qualidade as trocas decorrentes do desgaste são cada vez menos necessárias e hoje muitas empresas já contam com um atendimento ágil e simplificado que permite que a reposição seja feita em um curto espaço de tempo.

Quer comprovar na prática se vale a pena terceirizar os crachás da sua empresa? Entre em contato com a Rápido Card e solicite um orçamento.

Localização

  • Rua Leandro de Carvalho, 307
    São Paulo- SP

Nossos Contatos

Horários de Funcionamento

Segunda-Quinta 8h às 18h Acesse o Facebook da Rápido CardAcesse o Google+ da Rápido Card
Sexta 8h às 17h